31 de dez de 2013

FELIZ ANO NOVO!!!




Olá! Estamos no último dia do ano de 2013 .  Passei aqui para desejar um FELIZ ANO NOVO
Irei postar logo em seguida os trabalhos feitos sobre o Centenário de Vinicius de Moraes.  Com certeza em janeiro estarei em casa  para assim postar o que os alunos realizaram.

      Estou em Itapema SC para  passar a " Virada de Ano" , sol, mar , hotel, areia, brisa   e livros  motivos para desfrutar a VIDA. Hoje fiquei observando uma criança de mais ou menos 3 anos. Ele rolava na areia - deitada na areia ela batia um pezinho de satisfação . Rolava novamente e de lado brincava na areia  dirigindo o carrinho.Pensei que cena linda para  guardar na memória- para assim descrever e oferecer   criança  interior de vocês falar mais alto e aprender a viver nos pequenos gestos do dia a dia. A preocupação sua seja: Eu estou bem, agora posso levar a alegria para o outro.
    Que o sucesso venha para você ,mas você continue simples como aquela  criança que brincava sem preocupação  : O que os outros vão pensar de mim? Delete essa ideia e VIVA INTENSAMENTE.
    Pudera  eu poder cristalizar essa imagem para nos momentos de angústias, tristezas  ou mesmo de alegria e sucesso lembrar: Não deixe sua  criança interior morrer, desperte-a cada dia a simplicidade  com vontade e  alegria. Aproveite o momento  ele é  ´único , jamais voltará, poderá voltar o ano que vem a data, mas o momento , a emoção ocorre só uma vez na vida  ou seja viva bem o carpie diem.

Fenomenal 2014.

25 de dez de 2013

Gratidão gera gratidão ( Adipros- Lar do Idoso Betânia)


                                      Uma voluntária estava montando o presépio.
                                                Capela _ Missa diariamente
                                                   Música para alegrar a alma
                           Momento de confraternização ( Café com os idosos)

                       Minhas alunas queriam registrar o momento com a professora..
                                       O pinheiro do 2 andar já estava prontinho!!!

                   Sr. José o contador de histórias.


Dia de Ação de Graças fomos festejar no  Lar de Idoso Betânia.  Selecionamos alguns  números artísticos para s apresentar  para os idosos.  Os adolescentes chegaram encabulados e aos pouquinhos foram se soltando e  espalhando alegria. A irmã responsável sugeriu que antes das apresentações  poderíamos tomar o café da tarde com os idosos( eles têm horário e ,não gostam de sair da rotina)   O Lar de Idoso nos forneceu o cafe e   levamos as bolachas  salgadas.  Sentaram com os idosos e partilharam o café  embalados com muitas histórias, " causos" e muita VIDA.
     Fizeram as apresentações  teatrais , cantaram e encantaram.  Deixei eles livres para fazer um momento de carinho, atenção  e  um bate-papo com os idosos. Claro, que para minha alegria  alguns fizeram um rodinha e cantaram várias música  entre  tantas escolheram algumas  de Vinicíus de Moraes( realizaram um trabalho  sobre o Centenário de Vinicius de Moraes) escutar   Vinicius  na boca dos adolescentes foi uma sensação indescritível.
        Compartilho algumas s fotos dos momentos de gratidão gera gratidão.
Oração do idoso
Padre Eduardo Dougherty
Bem-aventurados aqueles que compreendem meus passos vacilantes e minhas mãos trêmulas.





  



Bem-aventurados os que levam em conta que meus ouvidos captam as palavras com dificuldade e por isso, procuram falar mais alto e pausadamente.




  



Bem-aventurados os que percebem que meus olhos já estão nublados e minhas reações são lentas.




  



Bem-aventurados os que nunca me dizem:



Você já me contou isso inúmeras vezes.!




  



Bem-aventurados os que desviam o olhar, simulando não ter visto o café que por vezes derramo.




  



Bem-aventurados os que sorriem e conversam comigo.




  



Bem-aventurados os que sabem



dirigir a conversa e as recordações para as coisas dos tempos passados.




  



Bem-aventurados todos aqueles que me dedicam afeto e carinho, fazendo-me assim pensar em Deus.



Quando entrar na eternidade, lembrar-me-ei deles, junto ao Senhor.




  



Bem-aventurados os que me ajudam a atravessar a rua e não lamentam o tempo perdido que me dedicam.




  



Bem-aventurados os que me fazem sentir que sou amado e não estou abandonado, tratando-me com respeito.




  



Bem-aventurados os que compreendem quanto me custa



encontrar forças para carregar a minha cruz.




  



Bem-aventurados os que amenizam os os meus últimos anos sobre a terra.




  



Amém
                                          Valorizar quem fez história.

                         O Ex- Técnico do JEC( Joinville Esporte Clube)
                                        Apresentação para os idosos.
                                            Silêncio para assistir

                                                   Momento de carinho


                       A turma quis visitar o quarto do Ex- técnico do JEC

              Levei alguns almanaques do Menino Caranguejo  para divulgar a leitura


18 de dez de 2013

Nosso Anjinho, Wesley Pigosso

Final de ano...  exame, correção,  aquela agitação e... você recebe um recadinho assim: Vamos fazer uma Festinha para o Wesley? Como ele está na  Casa Padre Pio   fica mais  fácil. Aceitei! E fiquei com a responsabilidade de organizar. A data foi marcada: O6 de dezembro. Com  ajuda da Mariana Gonçalves - fomos arrecadando presentes para as  crianças. O interessante é que havia somente 4   crianças  e... de  repente já havia uma lista com 14 crianças ( vizinhos , crianças carentes ) Conseguimos com muita luta os presentes com ajuda dos amigos, dos voluntários da Casa Padre Pio . Comentei com a Mariana a possibilidade  de conseguirmos uma doação  de um condicionador de ar para colocar no  quarto dos acolhidos. Ela com seu jeitinho todo meigo consegui com  um empresário( Pai da amiga dela) a doação. No mesmo dia fez a doação e instalou. Foi uma alegria para os acolhidos.
     A data da festa precisou ser   antecipada por motivos particulares dos familiares da Casa Padre PIo. Fizemos então no dia  05 de dezembro.
     Começamos às 20 horas nossa festinha. O Wesley no começo estava quietinho e encabulado. Com as preces  e  uma mesa farta  estávamos todos felizes.  Em um determinado momento o Wesley comentou que queria  brincar na cama elástica com   a Mariana e o Lucas - ficou na fila com os dois  pulou, brincou e sorriu muito. Aproveitei também para brincar na cama elástica com a Vanda para  não sufocar minha criança interior. O momento  mais angustiante foi na hora de distribuir os presentes. Será que todos irão conseguir receber? Pela Graça  do abençoado padre Pio todos receberam um presentinho.  Uma noite maravilhosa .
        No outro dia recebo um  telefonema: Mariza, o Wesley está internando, tossiu muito- começou a vomitar sangue. Pronto!!! Aqui começou o nosso caminho para o calvário.   Aflição, telefonemas , sofrimento.  Dia 06 de dezembro morre nosso guerreiro  . Ficamos no hospital o tempo que nos foi permitido - dando apoio moral para a nona  do Wesley   e nosso último beijo e abraço para nosso anjinho.
Deixo com vocês a crônica de Luiz Carlos Amorim e algumas fotos de nosso anjinho


Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br/ 

Meu herói se foi. Nesta sexta, 6 de dezembro, meu pequeno grande herói foi-se embora. Não, não estou falando de Mandela, não. Falo de meu herói de verdade, falo de Wesley, o nosso herói-menino que lutou, lutou muito e bravamente pela vida, mas Deus decidiu que nós já tínhamos a companhia dele por muito tempo e queria, também, tê-lo ao lado Dele.
Eu estava feliz porque ele estava feliz, ontem, quinta, na festa que houve na Casa Padre Pio, feita em homenagem a ele. Brincou, sorriu, abraçou, ganhou presentes, estava rodeado de pessoas que o amavam. Foi uma linda despedida, mas ninguém sabia que era uma despedida.
Hoje, a professora Mariza nos dá a notícia que gostaria de nunca ter que dar: Wesley morreu. E dói, dói muito saber que nosso guerreiro lutou tanto, tanto, mas não pode vencer essa batalha. Tinha apenas sete anos, o nosso guerreiro e herói Wesley Gabriel Pigosso. Mas sempre foi um exemplo de resistência e persistência, sempre tinha um sorriso nos lábios e aquele brilho no olhar. Mesmo com a dor, que agora ele não sentirá mais.
Gabriel está bem, agora, juntinho de Deus Pai. Nós é que nos sentimos desamparados com a sua ausência, nós é que sentiremos falta daquela força, daquele sorriso, daquela alegria a despeito de tudo.
A verdade é que a morte não poderá apagá-lo do coração de cada um de nós, ele continuará vivo em nós, em cada um de nós, através da memória que sua presença nos legou, graças a Deus. Pessoas como Wesley tornam esse mundo mais bonito, tornam a nossa vida mais vida.
Eu já perdi uma pessoa amada assim como Wesley, em uma outra primavera que já vai longe no tempo. Mas parece que foi ontem. E ainda dói. Dói muito. Mas essas perdas nos fazem dar mais valor a nossos entes queridos, a tudo que a vida nos dá. Então Wesley é mais um anjo que temos na casa do Senhor. Que ele, Wesley, e Vanessa, nos abençoem. Precisamos deles.
Que eles continuem em nossos corações, sempre, para que a gente saiba valorizar a vida e reconhecer nossos pequenos grandes heróis. Que não morrerão jamais em nossos corações, pois são inquilinos vitalícios. São sinônimos de amor. São anjos que nos ensinam o valor da vida.








     r

 Os amigos  preferidos de Wesley: Lucas e Mariana
  A luta continua .

Brincadeira de criança  é muito bom!!!

11 de dez de 2013

Nosso Anjo, Wesley Pigosso 1

Conheci o Wesley   quando fui vistar a Casa Padre  Pio( veja nas postagens anteriores) A Vanda e o marido Valdeir  apresentaram duas crianças lindas : O Derison e o Wesley . Ali começou um amor imenso pelos dois.  O Wesley estava alojado na Casa Padre PIo para fazer o tratamento  contra a  Leucemia.
        Ele morava   em uma cidade do interior e ordens médicas começou o tratamento no Hospital  Infantil Jeser Amarante. Uma vez por mês estava em Joinville e eu...  correria para visitá -lo.Era uma festa.
         Até o momento em que o médico salientou que para o caso do Wesley era necessário a doação de medula óssea. Pronto!!! Começou uma campanha imensa para  ele receber a doação de medula. Contatos com amigos, voluntários , alunos escritores conseguimos  sensibilizar algumas pessoas para doação de medula. Deixo com vocês  a poesia feita pelo poeta Jorge Stack. uma crônica feita pelo escritor Luiz Carlos Amorim, músicas feitas pelos meus alunos , outra crônica feita pelo  cronista Rubens da Cunha.
                                   O fio da vida 
                                       (para Wesley)

O fio da vida
-- sutil teia da infância 
ao futuro

Não sabemos seu tamanho
nem imaginamos sua resistência
-- nem a nossa

O fio da vida
pode tecer as cores 
do Grêmio

Correr pelas artérias
em esperanças e
emoções

O fio da vida 
pode branquear os cabelos
de Ana

De contos de fadas
de histórias de heróis
de verdade

O fio da vida
faz cócegas na imaginação
e faz rir

Pode brincar
Pode jogar
Pode viver

O fio da vida
é novelo de bondade e de justiça
-- é um fio quem vem de Deus





A crônica de hoje.  Jornal A NOtícia

A doação de medula óssea – Crônica de Rubens da Cunha

Crônica publicada no Jornal A Notícia em 24/07/2013
A doação de medula óssea
Medula. Medula óssea. Tutano. Metáfora para inteligência. Eixo, centro, força, um tecido hematopoiético que nos habita. A Medula é a poiesis do nosso corpo. Pode ser aquele fazer antigo que nos constitui enquanto seres vivos. Medula é o cerne, o interior, o dentro dos ossos, a medula espinhal, o caminho por onde percorrem muitas de nossas sensações, o caminho que conecta cérebro e corpo, muitas vezes separados, tratados como se fossem duas coisas diferentes, quando estão desde sempre ligados pela medula.  A medula, algumas vezes, é acometida de uma doença: a leucemia, ou o “sangue branco” que tanto tem marcado as vidas por aí. Com o avanço da medicina tornou-se possível curar a maioria dos casos com um transplante de medula óssea. Um transplante do nosso cerne. A medula óssea é, junto com o sangue, aquilo que podemos doar ao outro sem que nos faça falta. Há, apesar dos percalços, uma popularização na doação do sangue, mas pouco se comenta da doação de medula óssea. Pouco se fala das pessoas envolvidas em associações e organizações que, diuturnamente, buscam doadores. Diferente do sangue, doar medula óssea para alguém que não seja parente, é quase como ganhar na loteria. Algo como 1 para 100.000, por isso é tão importante que mais pessoas façam parte do “Registro de doadores voluntários de medula óssea”, pois quanto mais pessoas estiverem cadastradas, maiores são as chances de se encontrar algum doador longe da família. A sorte aqui não deve ser ressaltada somente para quem recebe, mas para quem doa. É um procedimento relativamente simples, que demanda justamente aquilo que a palavra doar traz da ancestralidade: o donare, odonum, o dar um presente, o dar a medula, arriscar a sorte de salvar uma vida doando um pouco de seu tutano, ou de saber que há alguém por aí que lhe é compatível e que não passa por graus de parentesco. Alguém cuja constituição genética misteriosamente se aproxima da sua e que vem da sua medula a salvação desse “gêmeo”. A cura da leucemia será expandida quanto mais houverem doadores voluntários, doadores que não precisem que aconteça um caso com alguém próximo para entrar nessa lista, para fazer da sua medula a medula de alguém.
Rubens da Cunha



MEU PEQUENO GRANDE HERÓI


Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br 




Vi a foto do Wesley, um menino de sete anos, que a professora Mariza postou no Facebook, em uma campanha de doação de medula óssea para acabar com a leucemia no Brasil e no mundo. Tenho observado a professora sempre atenta, acompanhando a trajetória de Wesley. Não o tinha visto ainda, só sabia da sua luta, só sabia que  ele é um grande guerreiro.


Tenho uma imensa admiração pelo grande cara que é o Wesley e queria dizer isso a ele. Vejo a sua luta e percebo que nós, que não temos nenhuma doença grave, reclamamos de tudo, pela vida afora. E ele, tão jovem, tão frágil, mas tão forte, ao mesmo tempo, nos dá lição de esperança, de humildade, de humanidade.


Ele, Wesley, me mostra que sou uma pessoa privilegiada, pois tenho saúde, tenho liberdade e, tendo isso, tenho tudo. Ele, o nosso guerreirinho, está preso a tratamentos médicos, complexos e  desgastantes, esperando por uma doação de medula compatível para recuperar a saúde e ter perspectivas de futuro. E, como me testemunhou a professora Mariza, tem sempre um sorriso pra todos, é carinhoso e generoso.


Então não posso deixar de aderir à campanha para zerar a leucemia no Brasil e no mundo, recomendando a todos que sejam doadores: para fazer o cadastro, vá ao Hemocentro mais próximo ou a um grande hospital. Lá, geralmente fazem o cadastro. Leve documentos de identificação. Lá será colhida uma amostra do seu sangue (não é preciso estar em jejum) e seus dados vão para o Banco de Medula Óssea (REDOME). Pronto. Cadastro feito.


É o mínimo que posso fazer por pequenos heróis como Wesley e outros tantos que lutam pela sua cura e pelo seu futuro.
   Uma fez por més era o momento de o médico avaliar.  Passa rápido na Casa Padre Pio para dar um abraço ou um presentinho para ele.


   Sepre que ficava com a imunidade baixa  0 já precisava usar máscara
   A hora da visitas e dos presentes
  A Nona do Wesley e o Lucas na salinha de jogos( Hospital Infantil Jeser  Amarante


O enfermeiro Elton   na hora  da diversão.
O

3 de dez de 2013

Nosso presente( Escola Municipal Anna Maria Harger)





Receber amigos poetas e escritores em nossa escola  é motivo de muita alegria. O Poeta e educador Osni Leopoldo Batista partilhou sua poesia, sua vida  - A turma  participou de uma Oficina de poesia compartilhada. 
     Gostou tanto na nossa escola que nos brindou com uma linda poesia. Confira.