13 de abr de 2008

Mundo virtual, risco real

A internet tornou a vida das crianças e adolescentes um livro aberto- aí que está o perigo. Vamos conhecer os 10 mandamentos para uso correto da internet é necessário ficarmos protegidos contra a corrente do mal.


(Click para ampliar) Fonte:Diário Catarinense- 11 de abril de 2008



12 de abr de 2008

Poesia Não Vende


Título o livro do poeta Rodrigo Capella – Hoie 12/4/08 deixei meu edredon e com a garganta irritada o corpo dolorido por uma forte gripe fui participar de um debate sobre: “Poesia e Blog na Europa dá Jogo”.
Local: Feira do Livro de Joinville.
Foram momentos gratificantes de inspiração, emoção e muitas amizades .
Valeu a pena superar a dor física pelo bálsamo da poesia.

Vamos ler:
AQUI!


Malvada,
de olhos azuis,
linda, cabelos loiros.

Perfuras,
Esperanças afins,
sorriso,
veneno,
sem dó em fim.

Apaixonante,
Malvada preversa,
é melhor tê-la assim,
do que longe de mim
Rodrigo Capella( Poesia não vende - pág: 48)



MARAMAR

Mar,


A vida é mar,
Amar a vida,
Sem ter pressa
De encontrar


O seu destino,
Meu amor,
Se faz menino


Reflete o Dom,
Da matemática,
Da inspiração,
De um punhado de ação
Do encontrar,
Alguém,
No mar

Reflete o som,
Do borbulhar,
Do seu jeito de amar.

Rodrigo Capella ( Poesia não vende ; pág;88)


MAIS UM!


Improvisar o texto,
Ler no calabouço,
Rimar algumas palavras,
Contabilizar o prejuízo



Ser um homem simples,
Mais um no universo.
Olhar o horizonte,
Ser contente,
Pelo menos por um minuto.
( Rodrigo Capella – pág: 55)


Um pouco sobre o poeta Rodrigo Capella - escritor e jornalista, pós –graduado em comunicação jornalística. Publicou o primeiro livro com apenas 16 anos, intitulado “Enigmas e Passaportes”, e não parou mais. Ao longo da carreira , lançou o polêmico “Como mimar seu cão “ e o bem sucedido Transroca, o navio proibido “ que vai ser adaptado para o cinema pelo diretor Ricardo Zimmer.
“Poesia não vende” é o seu quarto livro de e representa uma fase de amadurecimento
do escritor.

À venda nas melhores livrarias do Brasil
(informações: www.rodrigocapella.com.br)

Poesia Não Vende....


Título o livro do poeta Rodrigo Capella – Hoie 12/4/08 deixei meu edredon e com a garganta irritada o corpo dolorido por uma forte gripe fui participar de um debate sobre: “Poesia e Blog na Europa dá Jogo”. Local: Feira do Livro de Joinville.
Foram momentos gratificantes de inspiração, emoção e muitas amizades .

Valeu a pena superar a dor física pelo bálsamo da poesia.

Vamos ler:
AQUI!


Malvada,
de olhos azuis,
linda, cabelos loiros.

Perfuras,
Esperanças afins,
sorriso,
veneno,
sem dó em fim.

Apaixonante,
Malvada preversa,
é melhor tê-la assim,
do que longe de mim
Rodrigo Capella( Poesia não vende - pág: 48)



MARAMAR

Mar,


A vida é mar,
Amar a vida,
Sem ter pressa
De encontrar


O seu destino,
Meu amor,
Se faz menino


Reflete o Dom,
Da matemática,
Da inspiração,
De um punhado de ação
Do encontrar,
Alguém,
No mar

Reflete o som,
Do borbulhar,
Do seu jeito de amar.

Rodrigo Capella ( Poesia não vende ; pág;88)


MAIS UM!


Improvisar o texto,
Ler no calabouço,
Rimar algumas palavras,
Contabilizar o prejuízo



Ser um homem simples,
Mais um no universo.
Olhar o horizonte,
Ser contente,
Pelo menos por um minuto.
( Rodrigo Capella – pág: 55)


Um pouco sobre o poeta Rodrigo Capella - escritor e jornalista, pós –graduado em comunicação jornalística. Publicou o primeiro livro com apenas 16 anos, intitulado “Enigmas e Passaportes”, e não parou mais.

Ao longo da carreira , lançou o polêmico “Como mimar seu cão “ e o bem sucedido Transroca, o navio proibido “ que vai ser adaptado para o cinema pelo diretor Ricardo Zimmer.
“Poesia não vende” é o seu quarto livro de e representa uma fase de amadurecimento
do escritor.

À venda nas melhores livrarias do Brasil
( contato com o autor wwwrodrigocapella.com.br)

Título o livro do poeta Rodrigo Capella – Hoie 12/4/08 deixei meu edredon e com a garganta irritada o corpo dolorido por uma forte gripe fui participar de um debate sobre: “Poesia e Blog na Europa dá Jogo”. Local: Feira do Livro de Joinville.
Foram momentos gratificantes de inspiração, emoção e muitas amizades .

Valeu a pena superar a dor física pelo bálsamo da poesia.

Vamos ler:
AQUI!


Malvada,
de olhos azuis,
linda, cabelos loiros.

Perfuras,
Esperanças afins,
sorriso,
veneno,
sem dó em fim.

Apaixonante,
Malvada preversa,
é melhor tê-la assim,
do que longe de mim
Rodrigo Capella( Poesia não vende - pág: 48)



MARAMAR

Mar,


A vida é mar,
Amar a vida,
Sem ter pressa
De encontrar


O seu destino,
Meu amor,
Se faz menino


Reflete o Dom,
Da matemática,
Da inspiração,
De um punhado de ação
Do encontrar,
Alguém,
No mar

Reflete o som,
Do borbulhar,
Do seu jeito de amar.

Rodrigo Capella ( Poesia não vende ; pág;88)


MAIS UM!


Improvisar o texto,
Ler no calabouço,
Rimar algumas palavras,
Contabilizar o prejuízo



Ser um homem simples,
Mais um no universo.
Olhar o horizonte,
Ser contente,
Pelo menos por um minuto.
( Rodrigo Capella – pág: 55)


Um pouco sobre o poeta Rodrigo Capella - escritor e jornalista, pós –graduado em comunicação jornalística. Publicou o primeiro livro com apenas 16 anos, intitulado “Enigmas e Passaportes”, e não parou mais. Ao longo da carreira , lançou o polêmico “Como mimar seu cão “ e o bem sucedido Transroca, o navio proibido “ que vai ser adaptado para o cinema pelo diretor Ricardo Zimmer.
“Poesia não vende” é o seu quarto livro de e representa uma fase de amadurecimento
do escritor.

O livro esta á venda nas melhores livrarias do Brasil
( contato com o autor wwwrodrigocapella.com.br

5 de abr de 2008

Ler é uma atitude inteligente

Viver é respirar cultura. Viramos noticía no " Jornal Cultural " isso é muito gratificante para todos nós e espero que a mensagem dada pelo Fritz ecoe pela vida de meus alunos.

Parabéns! Obrigada pela atenção da equipe do Jornal Cultural e para meus queridos alunos da sétima série D - Vamos continuar lendo, viajando e aprendo a viver.