4 de set de 2016

                      MOMENTO PARA ETERNIZAR
"Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir.
Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida
e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades
para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E
esperança suficiente para fazê-la feliz."
Clarice Lispector
  Ele  é dono de uma simpatia, alegria e superação.  Já mordeu a  Medalha  de  Ouro, respondeu a cartinha  de um menino de 7 anos. Era para ser jogador de basquete, porém o destino empurrou para o   voleibol.   Fibra, força, persistência e o  conselho  do  técnico  Bernadinho sempre ecoavam na sua mente : " Trabalhe para resistir e responder à altura a todos esses novos desafios. "  BernadinhoDescobriram quem é??Mais um pouco sobre esse atleta. Morou na Itália, Grécia, retornou ao Brasil. Na quadra lidera  muito bem nos ataques, armações e bloqueios. Alegre, divertido e ,nos da orgulho. Estou falando de  Luiz Felipe Fonteles, o Lipe, jogador da  Seleção Brasileira de  Voleibol        Nós tivemos  a alegria de partilhar a simpatia dele e  segurar a medalha de Ouro. Veja.
                            Com o sobrinho, a mana e a mãe visitando o Jardim Botânico

                                             Eis que  a mana Bernadete gritou: O Lipe
                          A mãe com seus 88 anos  - estava realizada e falando das filhas  torcedoras 
                                             Momento de carinho e admiração 

         Depois do abraço!!! Fomos  apreciar as belezas de Curitiba/ PR

27 de jul de 2016

Um pouco de Itá

    Aproveitamos o tempo de recesso escolar para conhecer mais uma cidade de  Santa Catarina: Itá ou Nova Itá . Como??Velha Itá? Sim!!!  A força do progresso falou mais alto e, foi construída  a Hidrelétrica  Itá- produzindo energia para o povo,mas não foi tão fácil assim, pois a  proposta era que a cidade de Itá seria inundada ou melhor ficaria a sua história debaixo do rio Uruguai.
   Com muita  polêmica, acordo, desacordo e muitos anos para concretizar  o projeto.  Suas  propriedades agrícolas , seus hábitos , danças, comidas típicas, dialeto, artesanato , produção  enfim, seu patrimônio cultural seria locado para outro território. Sabemos que patrimônio cultural é  formação de uma comunidade, representa a cultura de um povo, saberes que foram passados de geração  em geração. A herança coletiva de um povo , por isso é importante preservá-los para manter viva a história e a sua memória.
         Para preservar o valor cultural e o modo de viver dos antepassados :as edificações,  objetos lendas, culinária tudo que formam a identidade , um grupo.
Os responsáveis  pela criação da Usina Hidrelétrica fizeram uma amplo estudo de cada casa, medidas e como  cada morador  queria  ocupar o seu  espaço  na Nova Itá.  Construíram  duas réplicas das casas: Casa de Cultura Alberton com todos os detalhes de uma casa tipicamente germânica  e  Museu  Casa    Camarolli  com  traços  italianos.
     Cada família que tinha um ente enterrado na velha Itá - foi convocado em um determinado dia e hora para fazer a retirada da ossada - até o novo cemitério,momentos de comoção e choros  A comunidade de Itá fez uma exigência: A igreja São Pedro ,situada no morro,  não seria inundada, pois  foi construída no morro. Acataram  o pedido.
Toda cidade antiga de Itá foi inundada , mas as torres da igreja ficaram pra lembrar e, sempre ter celebrações .( com lanchas  ou perto das torres.)
   Fomos visitar o Recanto do Balseiro, onde toda história é contada. Ass lágrimas sempre teimam em cair ao lembrar de como o progresso rápido  vai tentando apagar  os registros de uma comunidade, porém Itá conseguiu administrar muito bem ..
   Veja mais alguns lugares que visitamos.
                                Local de passeio com balsas
                                    Conhecendo o   Recanto dos Balseiros
                                As torres ficaram para preservar a história de Itá.

                      Passeamos pelo Horto Botânico e  fizemos a Trilha Serelepe.
           Bom ficar bem pertinho do cheiro de natureza.
              A Bússola era o ponto final da Trilha Serelepe
                         O Horto Botânico e a Trilha são interligadas.

                                   Metas para todos
                      Uma vista  espetacular.
 

 Visitamos a Cachaçaria  Simon- lugar de um bom bate- papo.
            Roteiro Rural - Casa  da família que produz  açúcar mascavo
                        Melado, bala de melado, açúcar mascavo
                  Nossa!! Olha a quantidade de açúcar que é produzido
 Queríamos ver a produção de açúcar, mas os homens foram cortar cana . Registrei o momento com a  a mãe a mãe e a filha. Dei para ela  algumas réguas do projeto de leitura :
https://www.facebook.com/livroparatodos/?fref=tsa . Fiquei triste por não ter livros e algumas bonecas para doar para ela.

                        Vinhos, amigos e toda a história da família Quadros
                 A bike fez meu coração bater mais forte
                   Aprender como  se faz vinho
                      No Centro da cidade a  réplica da igreja antiga

 Recordar



Réplica da  balsa que utilizavam no inicio  da fundação de Itá


                             Passeio pelo Zoo/ arvorismo


Foi um passeio muito instrutivo, prazeroso e de um povo muito atencioso com os turista.

15 de jul de 2016

Mais um pouquinho do projeto: Ler é viajar sem sair do lugar.

A meta continua de levar livros para todos. Agradeço aos amigos, estudantes e todos que colaboram e apoiam o projeto.


29 de jun de 2016

Mais um pouquinho do Projeto de Leitura

Meu amigo e irmão de coração, Luiz Carlos Amorim  pediu que escrevesse sobre o meu projeto de leitura  no seu suplemento A Ilha .
   Agradeço pelo espaço e consideração .
http://prosapoesiaecia.xpg.uol.com.br/AILHA137JUN2016.htm
 Abra e entre no mundo fantásticos de  ótimos escritores e de alguém  que sonha em levar livros para todos.
                         Abraços de letrinhas

6 de jun de 2016

Presente de Aniversário

Sempre recebo uma  surpresa em forma de poema ou crônica do poeta Jorge  Stark.
Compartilho com vocês o meu presente em formas de letras.

O livro que a noite traz,
a bicicleta o dia leva.
Não bastam palavras belas.
Por exemplo, pedais
Rimam tanto e rodam mais.
O movimento é vida.
Quem vive a leitura viaja até.
A vida movimento é.
Uma poesia seria apenas.
Uma crônica, pouco além.
Vem das almas ensinadas:
há professores inesquecíveis.
Então em nossas lembranças
- de adultos, de crianças -
a eles chamaremos "mestres".
A vida movimento é.
Mariza é vida.
Mariza movimento é.

20 de mai de 2016

               Duas  Flores no Nosso Jardim: Beth  Fontes e Maria Lúcia
Ler com a turma, dialogar sobre a profundidade do livro foi muito produtivo . Registraram o que sentiram ao ler o livro. Todo processo foi seguido, agora era a vez de convidar a escritora  e a ilustradora. Os estudantes ficaram ansiosos para fazer as apresentações para  elas.  Uma tarde com sensação de domingo no bosque: flores, encanto e muita poesia.
        As  alunas  Paloma e Fernanda recitaram  Leilão de Jardim

Quem me compra um jardim com flores?
Borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?
Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?
Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?
(Este é o meu leilão.)
Cecília Meireles
Danças, presentes e muito carinho para nossas convidadas.
                   Recitando poesias  para nossas convidadas

   A aluna quis presentear as convidas com almofadas floridas para representar o nosso jardim
  A Professora Maria Serafim, do 3 ano , trabalhou com seus alunos o livro Sobre os jardins
                             Momento  de cantar e recitar
                           Apresentação de dança- tema Natureza
                         Conversa sobre livros, leitura e arte




A aluna fez uma rosa em casa .