19 de jan de 2011

É ritual!!!

Eu bem comportadinha escutando a explicação do guia, mamãe se refrescando com água mineral e o filhote apreciando a beleza .
Pai e filho(meus queridos) próximo da Ilha do Francês
.

Ilha de Anhatomirim . Ilha de Anhatomirim
Ilha de Ratones

Nós -visão aérea

Ilha de Ratones
Ilha de Ratones
Passar uma semana em Canasvieiras nas férias com certeza já virou ritual, primeiro pelo fato de termos filhos adolescentes e amam o Planeta Atântida - o maior festival de música e entretenimento do Sul do Brasil, acontece em janeiro no Sapiens Parque, em Canasvieiras( minha paixão), no norte da Ilha de Santa Catarina. O segundo é sem dúvida nenhuma a
beleza da Ilha, fomos fazer um passeio de barco pois é bom estar na Ilha , melhor é conhecer a sua História
A Ilha de Santa Catarina foi um dos primeiros lugares do Sul do Brasil a sofrer o processo de ocupação pelos europeus. A Coroa Portuguesa considerou necessário fortificar o litoral catarinense e para defender e implementar as defesas da ilha nomeou o brigadeiro José Paulo Paes , que construiu quatro fortalezas. Nós visitamos a fortaleza de Ratones contruída entre
1740 e 1744, foi batizada pelo nome por assemelhar-se à forma de um rato.Em meados do século XIV ,já desativada , fortaleza foi convertida em lugar de reclusão de portadores de doenças epidêmicas( lepra) logo após foi abandonada e cobertas pela vegetação.
Restaurada em 1990 e tombada como monumento históricoe o apoio da UFSC ( Universidade federal de Santa Catarina . Foi muito impactante conhecer o Portal, a Casa da Guarda, Casa da Farinha, Quartel da Tropa,Casa do Comandante e o Paiol da Pólvora( em ruínas)é um lugar fascinante.Embarcamos e fomos até a Ilha de Anhatomirim( nome índigena que significa pequena ilha do diabo , local onde os índios enterravam as pessoas de espírito ruins.
A Fortaleza de Santa Cruz, localizada na Ilha de Anhatomirim foi sede do primeiro governo da capitania de Santa Catarina. Foi construída por soldados , escravos africanos e indígenas, utilizando a matéria prima local ( óleo de baleia).
Última parada alguns metros da ilha do francês para o mergulho não esquecendo que o o seu nome se deve ao fato dela ter sido habitada por um militar francês que para lá se evadiu depois da derrota de Napoleão em Waterloo.
No ano de 1938, a ilha foi comprada pelo argentino Antônio Muniz Barreto, que transformou a ilha num vasto orquidário, com espécies raras de orquídeas que ele importava de todo o mundo. O argentino era milionário e vivia acompanhado de muitos serviçais. Depois da sua morte e de todos os parentes mais diretos, a ilha ficou de propriedade dos netos. As escunas, barcos e jet skis que passeiam pelas águas do local, permitem que os turistas façam rápidos passeios apenas na pequena praia da ilha.foi dada como e, que eles nunca vieram aqui para conhecer , a ilha está alugada para o diretor do jornal O Clarin da Argentina.
Posso garantir que a Ilha da Magia sempre terá motivos para voltamos lá. È uma ilha de encanto , alegria e de uma singular beleza. Esperamos voltar o mais breve possível para lá.

9 comentários:

Paulo Francisco disse...

Adorei o texto
Adorei as imagens!
Um beijo!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há alguns anos visitei
este lugar,
e chorei com tanta beleza.

Que bom ver a alegria
em um cenário tão belo.

Que sempre haja tempo para os sonhos
em tua vida.

Ivana Maria disse...

Que lindas paisagens, amiga!! E parabéns pelo texto,aprendeu tudo direitinho, da próxima vez acho que dispensará até o guia não é verdade? rsrsrs bjs

Leonel disse...

Que beleza de lugar!
Cheio de cartões postais!
Muito bonito!
Abraços!

J Araújo disse...

Só as imagens já falam por si.

Valeu!!

Bj

beti disse...

Mana !
vc está se superando a cada ída de férias em lugares tão maravilhosos,e por onde tu vai registra lugares que eu nem imaginava que pudessemos ter tão, próximos de nós , não é ? lindo , lindo , lindo, parabéns pelas fotos sensacionais, vc merece essas férias com tanta beleza, pois és merecedora de tudo isso.
beijos, beijos, beijos.

Bia disse...

Oi Mariza!!!

Viajei agora com você...
Deve ser uma delicia apanhar maçã no pé e come-la, as imagens são puro frescor, até a chuva ficou bem. Gostei muito do trabalho da escultura, meu esposo também trabalha com madeira nas horas vagas...
Seja bem vinda na Jubiart! Sinta-se em casa.

Vou dar mais um passeio pelo seu blog...

Um fim de semana iluminado para você e os seus.

Beijoooooooooooo

Juliano Carvalho Bueno disse...

Que fotos maravilhosas Mariza...Que lugares lindos Santa Catarina possui.Teve muito bom gosto.Isso é turismo.

Anônimo disse...

oii (ex prof) hsaushua
isto sim que uma natureza bela...e pelo jeito deve ser um lugar maravilhoso de se apreciar...
Tudo de bom pra você e para sua familia ..
Beijos e Abraços ..
Simone
Saudades!!