23 de dez de 2009

O importante é que emoções eu vivi.

O presente é aquilo que não é... e o próprio tempo não é, mas vem a ser, à medida que o ser-existente se temporaliza. (Sartre)


Recebi hoje via Orkut um depoimento da Amanda do 9 ª D que com certeza foi um ótimo presente de Natal . Lembrei do poema de Manuel Bandeira que relata sobre o acúmulo de experiências e alegrias.



CANÇÃO DO VENTO E DA MINHA VIDA



O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De frutos, de flores, de folhas.

O vento varria as luzes,
O vento varria as músicas
O vento varria os aromas...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De aromas, de estrelas, de cânticos.

O vento varria os sonhos E varria as amizades...
O vento varria as mulheres...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De afetos e de mulheres.

O vento varria os meses
E varria os teus sorrisos...
O vento varria tudo!
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De tudo.


Vou sentir tanto a tua falta, você me ajudou muito em todo o tempo que eu passei contigo...
nunca me deixou cair ou pensar em desistir.
Sempre estava ali, disposta a ajudar, sempre de uma maneira marcante que hoje eu sinto muita falta.
Te amo muito!!! Professora Mariza.
Continue sendo assim essa pessoa maravilhosa que você é.
Transmitindo aos seus alunos todas as coisas boas que você sabe.
(Amanda Maurilio 9ºD)



7 comentários:

Anônimo disse...

Que lindo *-*
Tudo o que eu disse no depoimento foi a mais pura verdade.
Esse ano pra mim foi um ano de muito aprendizado, e de algumas conquistas também.
É,2009 ja ta indo embora e o que ele deixa é a saudade,e o sentimento de carinho de todos que nele passaram.
Professora, eu te desejo tudo de bom, que você consiga conquistar todos os teus objetivos nesse ano que esta por vir e quero que sempre saiba que você foi e continuara sendo uma pessoa muito especial pra mim, e que no meu coração sempre haverá de estar.
Te amo
“Se chorei ou se sorri,o importante é que emoções eu vivi” ♫

poor: Amanda Maurilio Rodrigues

ONG ALERTA disse...

O vento pode até varrer o que puder mas nós precisamos fazer de nossa vida a diferença para melhor, paz.

Carmem L Vilanova disse...

Oi Mariza,
Espero que teu Natal tenha sido de paz, Amor, e muita alegria.
Estive ausente por motivo das festividades, mas ja' estou de volta!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Silvana Nunes .'. disse...

"Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA..."
( Mário Quintana)
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está aqui para desejar para você um ano de 2010 de muita LUZ. Que nele você consiga realizar alguns de seus mais importantes propósitos.
E que DEUS ÑANDE RU continue nos anemçoando COM A SUA ETERNA GRAÇA pelo resto de nossas vidas. Agradeço sua presença em meu blog durante o ano de 2009 com seus comentários sempre muito carinhosos e relevantes. E como já é tradição em nossa cultura trago algimas simpatias para entrar o ano de bem com ele. BOA SORTE.
QUE SEJAMOS FELIZES.
FELIZ ANO NOVO !
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Fernanda disse...

Amiga Mariza,

O poema é lindo, absolutamente divinal.

Pois é minha amiga, estes momentos marcam e fazem com que esqueçamos os mais difíceis. São as pequenas coisas que valorizam a nossa vida.
Muito amor, paz e saúde para 2010.
Espero ver a nossa amizade consolidada.

Beijinhos

assuntos aleatórios disse...

Caríssima professora, fiquei feliz por ter visitado meu blog, ainda mais uma companheira na profissão, na arte de educar. Li no seu blog as postagens e o seu envolvimento, paixão e entrega ao trabalho. Só tenho que aplaudir. São raras as sensibilidades humanas. Espero que o vento que vem do mar, nestas águas ancestrais, tragam a você tudo que for belo. Beijos. ah, as portas do blog estarão sempre abertas.

Anônimo disse...

cade a minha fotinhoo ennn
ass:jenifer