8 de jul de 2011

Abençoada criança interior




Bola de Meia, Bola de Gude

Milton Nascimento

Composição: Milton Nascimento

Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão

Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade alegria e amor
Pois não posso
Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal

Bola de meia, bola de gude
O solidário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão

5 comentários:

Humberto Soares - ARTE disse...

Esse canção eu uso na apresentação do Tatuí. Acho linda essa música. Muitas Graças!

Leonel disse...

Muito bonita e cheia de significado essa canção!
Cai bem para quem cuida tão bem dos "moleques"!
Abraços, Mariza!

Guará Matos disse...

Um forte abraço em você. Estou excluindo hoje e já esse blog. Conto contigo nos seguintes endereços: www.abordagenseimpressões.com (Site) e no http://abordagenseimpressoes.com/press (Blog Wordpress).
Gostaria de lembrar que para eu comentar é preciso que espaço para comentário tenha a opção “nome e url”.
Valeu mesmo e vamos recomeçar.

Fátima Vaz de Lima disse...

Linda música e letra que toca fundo.
Abraços e muita Luz.

Graça Pereira disse...

Linda a música e emocionante a letra!Eu não larguei a mão da garotinha que eu fui...de vez em quando, solto-a e...como brincamos as duas!
Um beijo e um fds.
Graça