22 de mai de 2011

A emoção é a regra



"Ser amigo é saber olhar o outro quando está feliz e, quando está triste, saber compartilhar."

Ter amigo é um presente de Deus e quando ele é um poeta vira presente duplicado.
Agradeço ao meu querido amigo Jorge Stark pela poesia .
Desejo para ele a sua amada Bárdia toda felicidade do mundo.
Jorge , li certa vez e deixo para você com carinho

Onde um novo dia se inicia...
E com ele buscamos a sabedoria...
as gotas de chuva, os dias do tempo?
Quem pode medir a altura do céu,
a extenção da terra, a profundidade do abismo?
A sabedoria é mais preciosa que as riquezas, o sábio deseja saber mais...
Tem olhos para ver e admirar a formosura e a inteligência para ver e admirar a sabedoria.
As flores murcham, os palácios caem, os impérios desintegram-se. Só o conhecimento e as palavras sábias permanecem.

Recomendo o blog miltextos.blogspot.com


Miltextos

Do caderno de poezias, para Mariza



Querida amiga, continuo igual.
Nem bom nem mau.
Continuo insistente.
Ou persistente.
A sutil diferença entre o chato e o idealista.
Continuo poeta.
O que não quer dizer grande coisa na prática.
Mas continuo nesta vida.
O que me garante dispensar a necessidade de médium.
E tento continuar criativo.
O que me mantém vivo.
Tenho dispensado o dinheiro.
Na verdade, ele tem me desprezado.
Estou cada vez mais longe dos bens materiais.
Começo a me acostumar com os espirituais.
Em outras palavras, estou mais para lá que para cá.
Já passei da metade do caminho.
E ainda assim não dispenso carinho.
Já passei da metade da jornada.
E nem assim dispenso a piada.
Mantenho o bom humor.
Mantenho a dignidade.
Coisas difíceis nesta idade.
Respeito meu inferno astral.
Por bem ou por mal.
Escrevo torto por linhas certas.
E em certas linhas entorno o caldo.
Afinal cautela e caldo de galinha nunca fazem mal a ninguém.
Tenho tido muita coragem na vida.
Inclusive para desligar o controle remoto.
Tenho tido alguma audácia.
Inclusive para me rotular pelo que penso que sou.
Mesmo assim, não tenho coragem para dançar.
E quando canto, espanto os males e quem está em volta.
Pouca coisa me revolta mais que a injustiça.
E nenhuma mais me entristece que a ingratidão.
Por isso agradeço aos amigos e às amigas de plantão.
E vou poupá-los de tanta vaidade
– que ao reconhecê-los vira orgulho.
Então mergulho em meu pensamento puro
E entrego miltextos para o infinito.
Muito pouco, para quem quer sempre mais.
Mas bastante para quem vive de poesia.

Beijos, Jorge.

7 comentários:

Ivana Maria disse...

Que linda poesia! Nem encontro palavras para comentar, talvez porque todas elas já estejam lá. Através das palavras reconhecemos a criatura,esse sábio amigo seu.
Um abraço, minha querida. Obrigada por compartilha-la conosco.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Parabéns por celebrar e valorizar a amizade. Ficou lindo. Desejo linda semana. Beijos

Gládis Leal dos Santos disse...

Querida, Marisa

" migo é coisa pra se gaudar do lado esquerdo do peito"... é bem aqui que você está.

Beijos no coração

Miltextos disse...

o que seria dos aprendizes da poesia, não fosse a generosidade dessas inoxidáveis mestras como Mariza? Que Deus abençoe tanta garra e bondade.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Amigos nos escrevem
em seus corações,
para que nunca esqueçamos
de como éramos,
caso nos percamos
pelos caminhos.

Que as estrelas
sempre brilhem em teu olhar.

Leonel disse...

Belo poema deste seu talentoso amigo!
Mariza, localizei as coordenadas da E. E. B. Jorge Lacerda no Google Earth:

Latitude: 26° 19' 4.72" S

Longitude: 48° 49' 38.72" O

Espero não estar “chovendo no molhado”, mas, pensei que isto poderia motivar algum trabalho escolar interessante, ou pelo menos proporcionar aos alunos a visão da sua escola vista do espaço.
Abraços!

Leonel disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.