4 de ago de 2010

Pai, você precisa rir um pouquinho

Sei que vida de pai não é nada fácil. Para os pais rirem um pouco ... deixo Luis Fernando Veríssimo.
Para alguém que compartilho minha vida , que é um excelente pai e marido. Deixo a Velha Infância dos Tribalistas .
Parabéns!!!!!!!!!!!!!! pais


Conversa entre o pai e o filho, por volta do ano 2050...

Foi assim que tudo aconteceu, meu filho. Planejaram o negócio discretamente, para que não notássemos. Primeiro elas pediram igualdade entre os sexos. Os homens, bobos, nem deram muita bola para isso na ocasião. Parecia brincadeira. Pouco a pouco, elas conquistaram cargos estratégicos Diretoras de Orçamento, Empresárias, Chefes de Gabinete, Gerentes disso ou daquilo.

- E aí, Papai?

- Ah, os homens foram muito ingênuos. Enquanto elas conversavam ao telefone - durante horas a fio - eles pensavam que o assunto fosse telenovela. Triste engano. De fato, era a rebelião se expandindo nos inocentes intervalos comerciais. "Oi querida!", por exemplo, era a senha que identificava as líderes. "Celulite" eram as células que formavam a organizaçao. Quando queriam se referir aos maridos, diziam "o regime".

- E vocês? Nao perceberam nada?

- Ficávamos jogando futebol no clube, despreocupados. E o que é pior: continuamos a ajudá-las quando pediam. Carregar malas no aeroporto, naufrágios. Essas coisas de homem.

- Aí, veio o golpe mundial?

- Sim o golpe. O estopim foi o episódio Hillary-Mônica. Uma farsa.
Tudo armado para desmoralizar o homem mais poderoso do mundo. Pegaram-no pelo ponto fraco, coitado. Já lhe contei, né? A esposa e a amante, que na TV posavam de rivais eram, no fundo, cúmplices de uma trama diabólica. O pobre Presidente...

- Como era mesmo o nome dele?

- William, acho. Tinha um apelido, mas esqueci. Desculpe, filho, já faz tanto tempo...

- Tudo bem, Papai. Nao tem importância. Continue...

- Naquela manhã a Casa Branca apareceu pintada de cor-de-rosa. Era o sinal que as mulheres do mundo inteiro aguardavam. A rebelião tinha sido vitoriosa! Entao elas assumiram o poder em todo o planeta. Aquela torre do relógio em Londres chamava-se Big-Ben, e não Big-Betty, como agora... Só os homens disputavam a Copa do Mundo, sabia? Dia de desfile de moda nao era feriado. Essa Secretária Geral da ONU era uma simples cantora. Depois trocou o nome, de Madonna para Mandona...

- Conta mais...

- O resto você já sabe. Instituíram o Robô-Troca-Pneu como equipamento obrigatório de todos os carros... a Lei do Já-Prá-Casa, proibindo os homens de tomar cerveja depois do trabalho... E, é claro, a famigerada semana da TPM, uma vez por mês...

- TPM ???

- Sim, TPM... A Temporada Provável de Mísseis... É quando elas ficam irritadíssimas e o mundo corre perigo de confronto nuclear...

- Sinto um frio na barriga só de pensar, pai...

- Shhh! Escutei barulho de carro chegando. Disfarça e continua picando essas batatas.



13 comentários:

Lidia Ferreira disse...

Muito boa amiga , eu ja conhecia mas e muito bom reler
bjs

Anônimo disse...

Professora Mariza,achei muito intereçante esse trabalho,pois,nossos pais muitas vezes deixam de dar uma boa gargalhada,só para manter a cara de durão.Eu sei disso pelo meu pai,ele tem uma cara de durão, mas no fundo ele é bem legal e compreensivo.
aluna:jacke-7ºC-CAIC

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Muito bom. Eu sempre disse que a mulher tev influêncioa direta, tanto para o bem como para o mal, na história da humanidade. O homem nunca foi o sexo forte. beijos

manuel marques disse...

Pela parte que me toca deixo-lhe um beijinho.
Ah.obrigado por se lembrar de mim e de todos os pais do mundo.

Gilmar disse...

Ótimos! E inusitados! É que o texto mexe no "machismo" disfarçado e em fase de extinção (rsrs). E a música é a preferida de meu filho em homenagem à mãe (os dois escolheram a música como se deles fosse).

Mas achei uma delícia os contrastes. E dei boas risadas, imaginando o cenário do diálogo entre pai e filho... ambos picando batatas... Ótimo!

Abraços!

anita sereno disse...

muito belo texto
para quem tem pai uma bela forma de homenagear beijos na alma bom fim de semana

Otelice Soares disse...

Estou de volta a este mar para sentir esta brisa, a me alegrar.
Bom texto.
Bjs. e obrigada pela presença lá no meu cantinho.Estou feliz e honrada.

anita sereno disse...

ola obrigada pelas lindas palavras passarei cá com mais calma te agradeço o carinho
beijos bom sábado

Anônimo disse...

Mariza, obrigado pela linda homenagem, você me surpreende a cada dia por isto que és especial, enfim você é assim não só um sonho, mas tudo prá mim. Beijos te amo Valde.

Wilma Leoncio Yazawa disse...

Olá!

Obrigada por seguir o blog Hora da Leitura.
Passei para conhecer o seu e gostei muito e já vou seguir.
Beijos e fique com Deus

Leandro Ruiz disse...

Mariza, como é bom ter esta brisa do conhecer e do saber...
Paz e bem!!!

Taia Assunção disse...

Muito boa essa crônica. Já havia lido. Tem promoção lá no blog. Beijocas!

João Santiago 1º02 disse...

Gostei do texto hahaha!
Talvez isso aconteça mesmo num futuro próximo. E que seja causado não só pelo mérito das mulheres, mas pela ineficiência dos homens de compreender e controlar essa sociedade moderna que criaram.