8 de fev de 2009


Cidadão do Mundo

Já imaginou conhecer o mundo em cima de uma bicicleta?
A ideia, que, inicialmente, pode parecer absurda , não está longe de se tornar real para o cicloturista Valdecir João Vieira - o Valdo, 64 anos com uma vasta experiência e enorme
vontade de viver . Vamos conhecer mais um pouquinho do Valdo:
1. Cidade onde nasceu?
Nasci numa localidade chamada Corveta, município de Araquari SC, a 18 km de Joinville.
2. Como foi a sua infância?
Normal como a de uma criança do interior, mas bastante reservado. O princípio de honestidade que o meu pai imprimia em todos nós estava presente desde a tenra infância. Eu era um garoto bom. Nunca joguei peca “a vera” como faziam os meus coleguinhas e nunca briguei com ninguém, embora fosse bastante teimoso.
3. Como surgiu a sua vocação sacerdotal e por que abandonou?
Descobri a minha vocação aos 18 anos de idade durante uma Missão dos Padres Redentoristas. Fui com um amigo até o galpão da igreja onde se realizava a abertura da missão, para namorar e acabei sendo apanhado. No início da pregação eu estava nos fundos do galpão e no final estava em baixo do palanque onde o missionário pregava. Saí dali perturbado e acompanhei os 15 dias de missão de 23 de março a 7 de abril de 1963. Em julho eu já estava no seminário de Ascurra.A palavra “abandonou” é um pouco forte. Eu não abandonei nem a Congregação nem o sacerdócio. Apenas me desliguei da Congregação e pedi dispensa do sacerdócio. Deixei de exercer o ministério sacerdotal, mas continuo o meu sacerdócio pedalando pela paz. Foi uma decisão difícil, mas acertada. Afinal desde o dia em que entrei no seminário até o dia em que saí, passaram-se quarenta anos. Tive que tomar esta decisão porque não estava satisfeito comigo mesmo. Talvez eu precisasse viver totalmente livre.
4. Qual o conselho que você daria a um jovem que perdeu a vontade de viver?
Procure um caminho alternativo e siga em frente. A vida é bela e tem muitas coisas lindas a nos oferecer.
5. Você se considera um homem solitário? Justifique?
Não. Eu gosto da vida comunitária; gosto de pedalar em companhia de outras pessoas. Mas a única maneira de realizar um projeto de viagem por muitos meses ou anos é sozinho.
6. Quantos e quais serão os países visitados por você?
As bandeiras transformadas em adesivo para usar na bicicleta chegaram a 72, mas este número pode variar, pois o meu projeto está em aberto. Américas = 21 países, saindo de Joinville para chegar ao Alasca; Europa = 25; África = 4, Tunísia, Líbia, Egito e Sudão; Ásia =20 Oceania = 2 Austrália e Nova Zelândia.
7. Qual será a data de sua saída?
Dia 9 de março de 2009 vai ser o grande dia.
8. E de previsão do retorno?
Quero fazer uma viagem tranqüila, sem pressa e pretendo regressar em 2013, se tudo der certo conforme planejado.
9. Como posso acompanhar a sua aventura?
A maneira mais fácil é entrar no meu site http://valdonabike.com e se cadastrar no Diário de Bordo Pedalando pela Paz que é uma lista fechada onde somente eu posso enviar mensagem ao grupo. Sempre que eu atualizar o meu Diário de Bordo, uma vez por semana, o grupo receberá uma mensagem. Para ver como está o diário basta entrar em http://valdonabike.com e clicar na aba Diário de Bordo. Você também pode acompanhar o meu Blog http://valdo.blogspot.com
10. O que sua família e amigos comentam sobre a sua grande aventura?No começo ninguém acreditava. Depois acharam que era uma loucura. Hoje sentem inveja de mim porque vou fazer aquilo que muita gente gostaria de fazer e não tem coragem ou possibilidade.
11. Nome de uma pessoa que você admira bastante?
Tenho uma lista muito grande de pessoas amigas. Mas para citar um só nome, Pe. Delfim Borges da Silva, a quem dediquei o livro Pedalando Solitário do Oiapoque ao Chuí. Foi meu Confessor e Diretor Espiritual em Lisboa e me ajudou a tomar a grande decisão da minha vida. Um Amigo com “A” maiúsculo.
12. Você costuma ler regularmente?
Que tipo de leitura escolhe?Sou um apaixonado pela leitura. Além dos clássicos da literatura brasileira e mundial, gosto muito de psicologia, teologia, aventura e eventualmente algum romance.
13. Lembra de algum título de livro (autor) do qual você tenha gostado imensamente e o que rendeu a sua leitura e fez gostar tanto da obra?Grandes Sertões Veredas, de Guimarães Rosa que me despertou a paixão pelo nordeste brasileiro.
14. O que o faz imensamente infeliz e por quê?
É viver num país maravilhoso com uma diversidade de um continente e ao mesmo tempo ter que conviver com a corrupção institucionalizada; com a falta de ética e moral; com o famoso “jeitinho” brasileiro.
15. Quantos livros você já escreveu? Como faço para adquiri-los?
Você tem DVD também?
O primeiro livro “Francisco de Oliveira” 40 Anos a serviço dos Jovens moçambicanos é uma Biografia publicada em Moçambique em 1995. Edição esgotada.Os outros três, mas recentes são de cicloturismo. Dependo da venda deles para poder realizar a minha viagem. Cada um deles tem sua particularidade e os três se completam. 1) Pedalando Solitário do Oiapoque ao Chuí; 2) Pedalando e Desvendando a Carretera Austral – 30 dias com 500 dólares; 3) Pedal nas Nuvens, uma aventura na Bolívia, no Deserto de Siloli.Tenho também um DVD com 1520 fotos de sete países e três vídeos.Tanto os livros como o DVD podem ser adquiridos pelo site http://valdonabike.com ou em qualquer loja de bicicleta de Joinville e algumas bancas de revista e papelarias.
16. O que você almeja nesta viagem?
Conhecer novos lugares, paisagens, montanhas geladas, desertos e, sobretudo pessoas diferentes com seus usos e costumes.
17. O que não gostaria de encontrar no decorrer da viagem?
A doença tanto física como psicológica. Gostaria que a viagem fosse tranqüila, despretensiosa, sem pressa e com muita aventura.
18. Deixe uma mensagem para os jovens estudantes.
Aproveite o máximo esta etapa belíssima da juventude para estudar e viajar. Programe suas férias e faça uma viagem como mochileiro ou como cicloturista. Comece por lugares interessantes no Brasil e depois parta para conhecer os países vizinhos. Tem muita coisa bonita esperando por você. Não é preciso muito dinheiro, basta um pouco de programação e determinação.


São poucos os que realizam seus sonhos, o sonho será, tem que ser, o exercício de um trabalho, de uma arte ,de uma ciência, de um casamento, enfim , de uma missão na vida.
Assim é o Valdo um sonhador e realizador.
Creio que os sonhos só se concretizam quando temos: bons princípios, boas leituras, bons valores, uma cabeça sábia para viver a velhice sem ansiedades e saber passar o tempo em paz.
Valdo - Tenha uma ótima viagem e não esqueça: o que move o ciclista não são os músculos . É a força do pensamento. Não digo adeus, digo até breve.
Para nós que ficamos um bom início de ano tem em mente que é tão fácil te querer 2009, vamos te abraçar de verdade 2009. E você aceita acompanhar a aventura do Valdo ? Qual é o seu sonho para este ano? Deixe seu comentário . Mil beijos.

28 comentários:

єvєrton Dαvid disse...

eu achei legal
ele faser o que gosta muita gente
quer fazer algo mas nao tem coragem o suficiente
e ele teve
passara 4 anos viajando de 2009 a 2013 nao deve ser facil mas ele consegue
entao nos tbm devemos ter coragem

Angela Ieda de França disse...

Gustavo Moreira, Aluno 2º 4
Escola Jorge Lacerda.
Bom passar todo esse tempo viajando de bicicleta nesse mundão é uma aventura bem arriscada e que exige muito preparo psicológico e físico pois você não terá amigos para conversar ali pessoalmente, mais terá a minha ajuda via internet pode ter certeza pois aceito viajar com você sem sair do lugar.. hahaha...! e espero pra esse ano que se inicia muita paz, que eu alcance o meu objetivo de passar no técnico, continuar com a minha parceira/namorada que eu amo muito e que me da força quando eu to mal e que me escuta, fazer bons e verdadeiros amigos no novo colégio que inicio este ano. Acho que é isso, Obrigado professora e boa sorte com o seu blog gostei demais. Abraço de seu mais novo aluno.

Maria disse...

Maria Eugênia Giachini, Aluna 2°1 Escola Jorge Lacerda, Joinville - SC.
Poucas pessoas teriam a mesma atitude e vontade que esse homem teve ! Foi maravilhosa a iniciativa dele, isso serve de exemplo para varias pessoas que ao invés de estarem matando e roubando, peguem uma bicicleta e vão viajar. HAHAHAHAHA. Essa é uma idéia muito arriscada e ousada. Adorei seu Blog Professora, cheio de idéias e fatos interessantes. Beijos.

Anônimo disse...

Gostei muito da iniciativa de Valdo,ele é muito corajoso em dar a volta ao mundo de bicicleta. espero que ele tenha experiencias maravilhosas por esse mundo de curiosidades,diverças cultura e muita pessoas diferentes ,desejo a ele muitissima sorte, porque dar a volta ao mundo de bicicleta "não é pra quem quer é pra quem pode" e tenho certeza que ele pode boa sorte mesmo.

Franciele Fortunato Weise 2º3

Anônimo disse...

Adorei saber um pouquinho da vida do Valdo.Queria saber qual o lugar mais bonito pra ele que ja visitou?

Ana Paula, Thaise,Jesica,Jean 2º1

• Alana disse...

Não é todo mundo que conseguiria pegar uma biscicleta e sair pelo mundo a fora;mais se o cara vai se sentir realizado com isso e ele pode fazer,a gente dá o maior apoio.É tão bom quando a gente pode fazer acontecer uma coisa que esta dentro da gente,desde uma simples vontade de jogar bola com a galera no final de semana até sair pedalando por 4 anos sem saber o que pode encontrar pela frente,é um sentimento tão satisfatório você poder falar eu QUERIA!EU FIZ!
Acho que todo mundo deveria se espelhar em alguns desses exemplos,não só o do Valdo,que passo 40 anos sendo padre e só depois disso descobriu a sua verdadeira vontade.É tanta gente no mundo mostrando para nós que, se eles conseguiram porque a gente não conseguiria?
Ás vezes separar 5 minutos da nossa vida pra uma boa leitura nos leva a pensar coisas que tomam mais do que 24 horas de nossas vidas.

Alana e Cleone ;
2º1
Jorge Lacerda;Joinvile (Y)

Anônimo disse...

Bruna Martins, aluna 2ª7
Escola Jorge Lacerda. Joinville SC
É muito interessante saber, que existem pessoas que sabem da valor a vida, de um jeito raro que chega a ser surpreendente para algums. Dar a volta ao mundo com uma bicicleta é uma experiência única, talvez seja até indescritível.
Passar por vários países, conhecer culturas diferentes é algo para a vida toda, essa aventura pode ser encarada como uma motivação para nós. Da qual muitas vezes deixamos de lado algo que queremos muito mas que não temos coragem de tentar, caso não conseguir ao menos poder falar "eu tendei".
Isso vai por cada pessoa, e devemos pensar mais como valorizar a vida, por que VIDA só tem uma.

Anônimo disse...

Achei muito interessane essa entrevista.
Serve de exemplo para muitos,tanto jovens como até adultos, pois encoraja com essa atitude todas as pessoas fazendo despertar um interesse pela vida, pelas coisas belas da vida que anda tão desvalorizada.
Romário de Souza Coelho 2°5
Escola Dr. Jorge Lacerda

Maik disse...

interessante..
saber que ele ainda aproveita
a sua vida se dedicando a cultura
pela america afora um exemplo de
dedicaçao e força de vontade.
demonstrando que nunca é tarde para
conhecer lugares novos!!!

Thamara Serpa Konell disse...

Realmente ele vai precisar de muito apoio, e concerteza nós alunos que estaremos acompanhando a sua viagem não de tão perto , mais vamos fazer o máximo pra poder saber de tudo que esta acontecendo. Sabemos que é uma viagem bem arriscada ainda mais que é de bicicleta, mais concerteza Deus vai estar junto dele, e quando ele encontrar esse menino de 18 anos pra ir com ele , dê mais certo ainda, porque quem sabe não mexa tanto com o seu emocional, ou psicológico!
Estarei aqui na espera.
O seu blog professora está cada dia melhor.
Beijo.
Thamara 2º ano 4

Jura Arruda disse...

A Era chega ao fim, Marisa, eis que estou visitando o Mar e Brisa. A propósito, quando vamos todos pegar uma bike sair por aí? Existe uma forma de ligar isso à literatura ou à escrita? Estou viajando, será? Bem, lanço a ideia de um passeio de bike literário. Vamos pensar? Beijão.

Gabriela disse...

Maria Gabriela Souza da Silva
SOCIESC - Escola Técnica Tupy
Joinville - SC
1º ano EM212


A professora comenta comigo de vez em quando sobre o Valdo e eu acho incrível a história dele...

Eu vou de bicicleta para o centro todo sábado e chego em casa quase "morta" de cansaço e a professora Mariza me diz que o Valdo, que tem 60 anos de diferença de mim, pedala dias e mais dias sem parar...

É pra ficar realmente surpreso...

xD

Amanda disse...

Amanda Maurilio Rodrigues, 9º ano D
Escola CAIC Professor Mariano Costa
Joinville/SC

Muito interessante a entrevista, deu para conhecermos mais a vida desse homem que parece tão comum mas que tem uma enorme vontade de viajar o mundo sob duas rodas.
Valdo é muito corajoso pois muitos traçam metas e objetivos para a vida mas não correm atras por medo de fracassar ou não alcançar o que querem, estamos lendo o livro pedal nas nuvens, nas aulas de português e admiro muito a força de vontade e a garra que valdo tem em questão á suas decisões. Aprecio seu instinto aventureiro e as sensações que passa para os leitores quando relata o percurso de suas viagens.
Espero que ele continue se dedicando e alcançando suas metas, passando para nós essas emoções indescritiveis.
Bjook's ;*

Anônimo disse...

Valdo não é apenas um velhinho com vontade de dar a volta ao mundo com uma bicicleta,é acima de tudo um belo exemplo de que não há idade para realizar um sonho.
Eu parabenizo esse "jovem velhinho" por mostrar que com apenas uma bicicleta e força de vontade é possível realizar um sonho.Enquanto muitos jovens são sedentários, acham um desafio enorme percorrer uma certa distancia de bicicleta, esse velhinho está se preparando para percorrer o mundo inteiro de bicicleta, e disposto a enfrentar uma série de desáfios até chegar ao seu destino.
Parabéns Valdo e Professora Mariza por estarem divulgando essa ideia.

Série:9º Ano D
Escola:CAIC Professor Mariano Costa
Aluno:João Jorge Santiago Antunes

Anônimo disse...

Muito interessante essa entrevista com o Valdo. Adorei as respostas dele e as mensagens que ele deixou aos jovens. Desejo a ele muita sorte e muita aventura. Espero que os jovens sigam os conselhos dele. Quero que 2009 seja um ano de muitas conquistas e realizações pra mim e para os meu amigos.

Priscila Lígia Pereira 2º3
E.E.B.Dr. Jorge Lacerda.

Anônimo disse...

a professora fala tanto dele *-* HAHAHA , acho muito legal a inciativa dele , imagino eu pedalando um dia assim , HAHA!
o blog da professora é muito bom , parabéns até mais , bjs.
Willyan Bernardino
2º 02 , Jorge Lacerda

Anônimo disse...

Franciele Dias Dick
2°ano2
escola: Jorge Lacerda

Achei muito interessante e acredito que se cada pessoa abrisse a mão em busca de seu sonho, as pessoas abreriam os seus olhos e veriam que o mundo esta repleto de coisas boas e valorizariam mais o nosso planeta.
Sempre que aparece uma oportunidade para mim, eu aproveito pois se nós não aproveitar, nunca conseguiremos alcançar nossos sonhos e nosssos objetivos.

Anônimo disse...

Josemara Saldanha
2°ano 2
Escola: Jorge Lacerda

Acredito que temos sim a oportunidade de seguir os nossos sonhos. Mas basta cada um de nós começarmos agirmos e acreditar que só poderemos fazer aquilo que queremos se cada um começar a respeitar um ao outro, ajudando sempre o nosso próssimo.

Anônimo disse...

Tais Regina do Valle
2°ano 3
Escola: Jorge Lacerda

Se eu tivesse a oportunidade de sair e largar tudo, eu iria aproveitar a vida viajando e conhecendo muitos lugares. Sei que não é fácil assim, mas acredito que fazendo e realizando os nossos sonhos talvez a oportunidade apareça numa profissão que tiver vontade de seguir e realizar.

Anônimo disse...

Renata C de Oliveira 2º7
Escola:Jorge Lacerda

Bom saber que tem gente que leva a vida de outro geito,ainda mais em cima de uma bicicleta.
È meio raro encontrarmos uma pessoa com essa força de vontade,mais meio que por um acaso acabamos encontrando...
Por isso a cada dificuldade que ancontrarmos no decorrer da nossa vida devemos passar por cima de todos.Cada dia mais devemos valorizar nossa VIDA.

Anônimo disse...

Valdo teve muito paciência para viajar de bicicleta nesse mundão;e descrever sua jornada pelo mundo foi uma idéia sacional......Tomara que ele vende todos os seus livros para continuar e terminar seu objetivo.....Aluno:Anderson Machado Vila Nova 2ano2 Escola Dr. Jorge Lacerda....parábens Valdo e professora Marisa...

Anônimo disse...

Olá caríssimos alunos e alunas da Professora Mariza.
Obrigado pelos lindos comentário postados por vocês.
Somente hoje, aqui em Angelina, tive oportunidade de ler todas as mensagens.
Ow dias que antecederam a minha partida foram de muita correria. Agora estou levando a vida como ela é: sem pressa de chegar a algum lugar. Vou deixando que as coisas aconteçam naturalmente Estou vivendo cada dia como se fosse único. Tenho ainda muita coisa bonita pele frente e é preciso aproveitar bem cada momento.
Mais uma vez, muito obrigado a todos. Um grande abraço do amigo cicloturista.
Valdo

Anônimo disse...

oh Valdo eu também tentei viajar de bicicleta de Jlle á Brusque nesse feriadão que teve na escola,é muito cansativo pq é uma jornada muito difícil a pessa se exalta.Eu sai de casa 6x40 da manhã e cheguei 4x20 da tarde,a viaje foi muita boa ai conhece a beleza de Santa Catarina;agora eu vou votar de ônibus.....eu me inpirei em vc Valdo....abraço para ti Valdo e para professora Mrisa...Anderson Machado Vila Nova do 2ano2 da escola Jorge Lacerda....Abraço de seu grande aluno...

Anônimo disse...

bianca disse

professora mariza eu,a leticia,jessica e luana vamos entregar o samba-enredo por email mas a jenifer que vai fazer isso para nos por que nenhuma de nos tem email por isso não mandamos ainda a leticia que vai dar para ela digitar para nos.

Ana Caroline disse...

gostamos muito dos trabalhos,achamos muito interessantes,apesar de ele estar se arriscando muito pelo mundo.Valdo é um homem de muita coragem,achamos sua atitude muito explendida.
Alunas:Ana Caroline
Patrícia j de Campos.
Série:2º 5

Max Stange Borges disse...

Eu gostei muito da idéia corajosa dele,torço muito para que isso de certo,espero que ele esteja bem preperado fisicamente e psicológicamente para que esse ato seja lembrado sempre por cada um de nóis.


Aluno:Max stange Borges 2°4

Ricardo 2º4 disse...

É impressionante como um homem com a idade do Valdo tenha coragem de dar a volta ao mundo de bicicleta...Sera uma tarefa dificil porque ele sentira muita a falta de sua familia e amigos,ele não tera como compartilhar esses momentos com ninguém por isso torço muito por ele e espero que as pessoas sejam igual á ele não tenham medo de ser feliz.

Aluno:Ricardo Henrique Cisersa

2º4

Anônimo disse...

oi eh o gerson prof, gostei muito do projeto pedalando pela paz e tambem,de ver o Julio Emilio Braz na nossa escola.Gostei tambem de ver nossas fotos e presentes que demos para ele.