10 de jul de 2008

O Tempo Não Pára



Procure amar as pessoas que te rodeiam, o tempo é curto demais - não deixe para amar depois.
Os monges antigos, quando se encontravam nos mosteiros, saudavam-se como uma expressão em latim: Memento moris. O que significa essa frase? "Vais morrer." E o outro respondia Carpe diem, que quer dizer
"Viva bem o dia de hoje".
A dor que você estão sentindo agora é única.
"Certa vez disseram, a uma senhora que havia perdido seu filho, que um monge tinha o dom de ressuscitar, principalmente crianças. E ela foi procurar esse monge.
- É verdade que o senhor tem o poder de ressuscitar uma pessoa morta?
- Não é que eu tenho o poder, existe esse poder, e Deus me usa para executá-lo. Eu posso reavivar essa criança.
- O que eu preciso fazer?
- É muito simples: a senhora precisa conseguir uma semente de mostarda, mas que tenha nascido no canteiro de uma casa cuja família nunca tenha perdido um ente querido.
- Só isso?
E ela foi de casa em casa :
-Tem semente de mostarda?
- Tem.
- Mas aqui já morreu alguém da família?
- Já, meu pai morreu.
Ia até o vizinho:
- A minha avô morreu, e também o meu cachorrinho.
-Ao contemplar a volta no quarteirão, compreendeu que era besteira achar que apenas ela tinha sofrido a dor da morte.
(Fonte: A cura dos traumas da morte - Pe Léo)
Todos passamos ou vamos passar pela experiência da perda de um ente querido, do mesmo jeito que todos sabemos que um dia morreremos.
Medite :
" Ó Pai, segura-me no colo agora,
passa no meu coração bálsamo do Espírito,
cura essa ferida que ainda está doendo.
eu não queria perder essa pessoa,
eu precisava muito dela ainda,tinha tanta coisa para
a gente fazer junto. Tantas casas para serem
construídas tantas flores para serem plantadas,
tantas praias para serem caminhadas,
tanto luar para ser contemplado,
tanta música para ser ouvida, tanto camarão para
ser comido, tanto perfume para ser sentido.
Parece que tudo foi tão rápido, não deu tempo
para falar o que eu queria falar,
não deu tempo de ouvir o que eu precisava
ouvir, não deu tempo de olhar o que
eu precisava olhar. Cura o meu coração.
Você sabe que está sangrando ainda.
Eu te entrego cada pessoa que morreu e quero
agradecer pelos anos que vivemos juntos.
Obrigado pelo seu sorriso, pelo seu carinho,
pelo seu amor, pelo bem que essa pessoa
fez em minha vida, muito obrigado, meu Deus.
Obrigado porque o Senhor hoje está me pegando no colo.

Perdemos a pequena Danyelle de 9 anos (irmã de nossa estudante do 1º1) e hoje , pai da Lislen (do 1º11). Fica registrado nossa tristeza e a esperança de que um eles ressuscitaram com Cristo.
Lislen, e Dayane, força! Coragem ! A vida continua.

“Aconteça o que acontecer,
Estou nas mãos de Deus
E Nele confio.”

8 comentários:

Anderson disse...

Parábens pela poesia que está no blog...Anderson primeiro1.Jorge Lacerda....

maria jandira disse...

Pois é...
ela era uma "princesa, linda demais, perfeita aos olhos do pai!"Nos sempre amaremos ela , pois ficara para sempre em nossa memoria... como a mais bela guerreira de todos os tempos...
um exemplo de vida...
maria 1º 1 ....

Anderson machado Vila Nova disse...

É como a Maria Jandira diz ela foi uma grande guerreira não é facíl....

Thamara disse...

Parabéns pela poesia... "Mais infelizmente Deus também querem os que são lindos e perfeitos." A Missão deles aqui foi cumprida! Parabééns pelo blog.


Beijo professora, Thamara 1º ano 4

Valdo (Valdecir João Vieira) - Cicloturista disse...

OiMariza
Parab�ns pelo seu Blog. N�o sabia que voc� era t�o espiritual assim.
Continue nesta linha, semeando a boa semente. Os frutos vir�o depois.
Abra�os do Valdo

Anônimo disse...

Olá Mariza!

Parabéns pelo seu blog.

O seu blog mostra o quanto você aprecia sua profissão como também a atenção carinhosa que você dá aos seus alunos.

As mensagens no seu blog semeiam algo de bom.

É gratificante encontrar mensagens adoráveis.

Espero que continue assim, pois como muitos sabem, a única maneira de ter amigos é ser amigo. A ação nem sempre traz felicidade, mas não há felicidade sem ação. As pessoas felizes não tem as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

Gabriel

Jéssica 1º1 Jorge Lacerda disse...

Parabéns pela poesia.
Essa menina tão pequena,demonstrou ser uma grande guerreira.
Nunca devemos perder tempo pois o tempo passa voando.

Gabriela disse...

Maria Gabriela Souza da Silva
EEB "Dr. Jorge Lacerda"
Joinville - SC
8ª série 2


Que legal... mas então esse tal dom de cura poderia até não existir, mas o que se aprendia com esse sábio - monge - era o que valia...